resenha do livro “Borges e os Orangotangos Eternos”, por Luis Fernando Veríssimo

For my English-speaking readers, this Brazilian novel was hilarious, and it has been translated into English: Borges & the Eternal Orangutans.  Imagine putting Borges and other like-minded intellectuals in charge of a murder mystery.  Radical!

muito engraçado mistério de assassínio misturado com a sátira aguçada do intelectualismo esotérico: a combinação perfeita

Vogelstein, um tradutor e escritor de pouca importância (e muito admirador de Jorge Luis Borges) quem mora em Porto Alegre, Brasil, viaja até Buenos Aires, Argentina, para participar numa conferência internacional sobre a obra de Edgar Alan Poe. Os acadêmicos e intelectuais lá tem sentimentos muito fortes sobre seu trabalho (e ums contra outros), até com ameaças de morte. Uma noite, o acadêmico mais odiado é encontrado morto dentro do seu apartamento. O detetive policial para o caso é amigo de Jorge Luis Borges, o autor argentino as veces dificil de decifrar, então o detetive o convida a Borges a ajudar a resolver o mistério. O que segue é uma sátira hilariante do intelectualismo, enquanto Borges e Vogelstein tentam decifrar os fios na cena do homicídio: É que o corpo tinha forma da letra “X” quando foi encontrado? Então o assassino tem nome que começa com X? Mas num livro de Poe o “X” simboliza a letra “O”, então acaso ten nome com “O”? E que das cartas de baralho deixada na mesa? Et cetera… Eu não conseguí adivinhar a conclusão em nenhum momento!

Você realmente não precisa conhecer muito de Borges para apreciar este livro.  (Li um livro de contos de Borges faz 15 anos.)  Imagino que o apreciaria até melhor se o conhecesse melhor, mas só com conhecer a ideia de Borges (o até do inteletualismo desenfreado) é suficiente para achar esta novela completamente absurda e hilariante.

Eu a recomendo por completo. Vou presentear o livro a varios amigos, e já comecei outro livro de Veríssimo.

Nota sobre o conteudo: Uma das personagems do livro tem sexo, e a cena menciona a existência dos seios (mas além disso não é muito explícito). Também uma das personagems mais odiosas do livro expressa uma opiniões racistas.

Advertisements

1 thought on “resenha do livro “Borges e os Orangotangos Eternos”, por Luis Fernando Veríssimo”

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s